Paraná: cadastramento de rebanhos termina em 30 de junho, informa Adapar

Segundo a agência, a partir de 1º de julho, as propriedades que não tiverem atualizado o cadastro estarão impedidas de retirar as Guias de Transporte Animal (GTA)

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) informou que a atualização cadastral anual do rebanho paranaense se encerram em 30 de junho.

De acordo com a agência, a declaração possibilita ao Estado planejar as ações de vigilância sanitária para conter eventuais surtos de doenças nos animais, com foco especial no controle da febre aftosa.

O Estado tem certificação de área livre de febre aftosa sem vacinação concedida pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Segundo a agência, a partir de 1º de julho, as propriedades que não tiverem atualizado o cadastro estarão impedidas de retirar as Guias de Transporte Animal (GTA), documento necessário para movimentar os rebanhos.

VEJA TAMBÉM | Reposição no Paraná: pregão em Paranavaí faz média geral de R$ 2.687

Até a última quarta-feira (15), 57% do rebanho paranaense estava com cadastro atualizado, afirmou a Adapar.

Os únicos municípios que alcançaram a totalidade do rebanho cadastrado foram Ivatuba e São Manoel do Paraná, segundo a agência.

A atualização é exigida para todas as espécies animais existentes nas propriedades (bovinos, búfalos, equinos, asininos, muares, suínos, ovinos e caprinos).

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.