Preço do leite pago ao produtor em agosto atinge recorde, aponta Cepea

Segundo o centro de pesquisas, o preço do leite captado em julho e pago ao produtor em agosto subiu 10,5% ante o mês anterior
Foto: Divulgação

O preço do leite captado em julho e pago ao produtor em agosto subiu 10,5% ante o mês anterior, a R$ 1,9426 o litro, informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

A “média Brasil” é novo recorde da série histórica do Cepea. O anterior havia sido registrado em agosto de 201616, quando foi de R$ 1,7815/litro (dados deflacionados pelo IPCA de julho/20).

No ano, a alta da média Brasil é de 42,9%. “Esse avanço foi acentuado entre os meses de junho e agosto, quando os valores subiram 40,1% – nesse período, a valorização do leite ao produtor esteve atrelada à maior competição entre as indústrias de laticínios para garantir a compra de matéria-prima”, informa o Cepea em nota.

De acordo com o centro de pesquisas, é comum os preços do leite reagirem entre março e agosto, devido à sazonalidade da produção. Mas a situação foi agravada “pelas condições climáticas mais severas, que impactaram a retomada da produção leiteira (com destaque para a estiagem no Sul do País), pelo aumento nos custos de produção em relação ao ano anterior e pelos efeitos encadeados associados à pandemia de Covid-19”.

Ainda conforme o Cepea, o valor do leite spot (negociado entre indústrias) em Minas Gerais saltou de R$ 2,24/litro na primeira quinzena de julho para R$ 2,75 na segunda quinzena de agosto, alta de 22,6%.

A média mensal de agosto, de R$ 2,66/litro, superou em 12,2% a de julho e em 68,1% a de agosto de 2019, em termos reais – esse é também o maior valor da série histórica do Cepea, iniciada em julho em 2004.

Sobre o mercado pecuário, o Cepea disse ainda: “A atípica queda de preços ao produtor em maio, a própria defasagem temporal no repasse das condições de mercado ao produtor (característica da cadeia do leite) e o aumento dos custos de produção em 2020 deixaram pecuaristas mais cautelosos – muitos secaram as vacas ou diminuíram os investimentos. Essas ações dificultaram a retomada do crescimento da produção, já que a atividade leiteira é diária e seu planejamento tem efeitos tanto imediatos quanto nos meses posteriores”.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Cadastre-se e receba nossas notícias

Todos os dias no seu e-mail melhor conteúdo do agronegócio. 

Quais newsletter você gostaria de receber?
Notícias diárias (resumo do dia)Jornal de Leilões (semanal)