Reposição: preços caem e mercado segue com baixa liquidez, dizem consultorias

Oferta de bezerros e outras categorias de animais magros crescem nas principais regiões pecuárias, estimuladas sobretudo pela entrada do período seco

Nesta primeira semana de maio, o mercado brasileiro de gado para reposição registrou baixa liquidez, o que resultou em desvalorização nos preços em algumas regiões pecuárias.

“A atual oferta de animais disponíveis para venda, sobretudo bezerrada, está muito elevada. Além disso, o período de vacinação contra aftosa gerou uma maior desova de lotes”, relata a IHS Markit, ao justificar o movimento de baixa nas cotações dos animais de reposição.

Paralelamente, continua a consultoria, a procura por categorias mais jovens apresenta inconsistência, prejudicada pelas incertezas geradas pelos embargos chineses a unidades frigoríficas brasileiras, além dos elevados custos de engorda nos confinamentos ou boiteis.

Entre as praças do Norte do Brasil, os preços dos animais reposição recuaram diante da maior oferta.

“A região está em período de vacinação contra aftosa e isso trouxe ainda mais pressão negativa”, dizem os analistas da IHS.

Nas praças do Tocantins e do Pará, as expectativas se voltam para possibilidade de queda da alíquota de ICMS para estimular a negociação de boiada magra para outros Estados, acrescenta a consultoria.

FIQUE POR DENTRO | Acompanhe os negócios do mercado de reposição no Jornal de Leilões

Entre as praças do Centro-Oeste, o mercado seguiu calmo nesta semana, com tímidas oscilações nas cotações.

No Mato Grosso do Sul, agentes de leilões relataram não haver espaço para altas nos preços dos animais jovens, já que os atuais patamares é que possibilitam boa liquidez de negócios, relata a IHS.

Na região Sudeste, o ambiente é de preços mais sustentados no mercado de reposição.

No interior paulista, os leiloeiros afirmaram observar boa liquidez de negócios e preços firmes.

Na região Sul do País, destaque para as praças do Rio Grande do Sul, onde os valores dos terneiros reagiram em função da venda de animais vivos para o exterior.

“Nas últimas semanas, estima-se que pouco mais de 5 mil bovinos jovens tenham sido embarcados para o Egito”, informa a IHS.

Dados Scot – A menor resistência da ponta vendedora aos negócios com a entrada da entressafra resultou em ajustes negativos no mercado de reposição, informa a zootecnista Thayná Drugowick, analista de mercado da Scot Consultoria.

Segundo os seus dados, no balanço semanal, considerando a média de todas as categorias de machos e fêmeas anelorados e Estados pesquisados, as cotações no mercado da reposição caíram 0,7% nesta primeira semana de maio frente aos preços da semana anterior.

Nesta semana, as quedas foram puxadas pelas fêmeas, com recuo de 0,9% na média de todas as categorias e Estados, frente à baixa de 0,5% dos machos, compara a analista da Scot.

Destaque para as fêmeas mais jovens: no comparativo semanal, na média de todos os Estados, a bezerra de ano recuou 1,3%, enquanto a bezerra de desmama registrou baixa de 0,9%.

Nas praças do Mato Grosso e do Paraná, por exemplo, houve queda de R$ 100/cabeça para a bezerra de ano no comparativo semanal, com compradores ofertando preços ainda menores da atual referência (mas com poucos negócios concretizados).

Para os próximos dias, prevê a analista da Scot, a situação das pastagens deve continuar pesando sobre as cotações dos animais de reposição.

Thayná Drugowick (Foto: Divulgação/Scot Consultoria)

“Por outro lado, com a entrada da entressafra, o mercado do boi gordo deve retomar a firmeza e estimular os negócios na reposição”, pondera a analista.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO | Ele quer todo gado na sombra

VEJA os destaques da edição de maio e o Especial Instalações e Equipamentos; na capa, a Agropastoril Campanelli investe em cobertura metálica dos currais e comprova ganho de mais de meia arroba por animal engordado na sombra

Revista DBO | Ele quer todo gado na sombra

VEJA os destaques da edição de maio e o Especial Instalações e Equipamentos; na capa, a Agropastoril Campanelli investe em cobertura metálica dos currais e comprova ganho de mais de meia arroba por animal engordado na sombra

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.