Sabonete de leite de camela: o souvenir perfeito em Dubai

O sabonete feito à mão será um dos produtos licenciados para a Expo 2020, que ocorrerá em Dubai a partir de outubro
Foto: Bruna Garcia/ANBA.

A trabalho ou a passeio, quando se vai a Dubai a hora de comprar uma lembrança para familiares e amigos tende a ser um momento de escolhas duvidosas. O turista desavisado pode acabar levando um autêntico produto made in China, Vietnã ou Indonésia, das lojas de souvenirs que oferecem um mundo de bugigangas, entre ímãs, baralhos, objetos de decoração, copinhos de shot, bichinhos de pelúcia, canetas e camisetas.

As opções de produtos feitos nos Emirados Árabes são poucas e se mostram as mais acertadas. Uma delas é o sabonete feito com leite de camela da The Camel Soap Factory (TCSF). Vendido no Duty Free, em lojas de presentes e supermercados, o produto é feito à mão com ingredientes locais e naturais de alta qualidade, sem químicos ou corantes, sem óleo de palma e de forma sustentável, com desperdício zero.

Os sabonetes são lindos e cheirosos na medida certa – o mundo árabe costuma ter aromas para lá de intensos, o olfato que lute. Além de ser um presente feito nos Emirados, o sabonete é um dos produtos licenciados para a Expo 2020, que ocorrerá em Dubai a partir de outubro.

Continue a leitura após o anúncio

A reportagem da ANBA esteve na fábrica de sabonetes de leite de camela na região industrial de Dubai Silicon Oasis, em fevereiro, e acompanhou o processo de manufatura dos sabonetes. Fundada em 2013, a empresa da expatriada sul-africana Stevi Lowmass vem crescendo em média 90% ao ano, e hoje tem capacidade para produzir 100 mil sabonetes ao mês.

“É um lindo produto do Oriente Médio, e um dos poucos produtos para turistas feito em Dubai e ao máximo que podemos com produtos locais, com uma pegada ambiental mínima”, disse o gerente de marketing da empresa, Dave Esmonde-White, que acompanhou a ANBA durante a visita.

O ingrediente principal

O leite de camela é entregue na fábrica congelado e pasteurizado, vindo de uma fazenda local, a cerca de 80 quilômetros de distância. “Quando você pensa em leite, você pensa em vacas, mas o processo do leite de camela é muito diferente. As camelas ficam com seus filhotes, eles são amamentados e se elas não estão felizes, elas não produzem leite”, contou White. O leite é mantido congelado por uma questão sanitária.

A ideia de trabalhar com leite de camela foi de Lowmass, que queria utilizar um produto local e um diferencial em seus sabonetes. “Hoje sabemos que o leite de camela é maravilhoso para a pele e para a saúde em geral, ele é mais grosso e salgado, é uma questão de costume ao paladar; quando se pensa que o camelo vive em um ambiente inóspito, se entende que o leite de camela é cheio de nutrientes, proteínas, vitaminas e minerais”, disse.

Além de ser ótimo para a pele e para a saúde, o leite de camela também é bom para quem tem alergia ao leite de vaca. “O leite de vaca tem duas proteínas que podem causar alergias, e o leite de camela não tem essas proteínas. Dizem que o leite de camela é considerado o mais parecido com o leite materno”, disse White.

O preparo

O gerente de marketing afirmou que o processo de fabricação de sabonetes é como cozinhar ou preparar um bolo. A base, feita de leite de camela, é misturada a óleos vegetais em uma medida específica. Os sabonetes têm de 25% a 30% de leite de camela em sua composição. Os óleos e manteigas vegetais utilizados são óleo de coco, de oliva, manteiga de karité, entre outros.

O processo todo é manual. A mistura de base e óleo forma uma massa que é colocada em uma fôrma, como um grande tijolo de sabonete. Essa massa fica descansando por cerca de um dia, até endurecer e, então, ela é cortada em barras de sabonete manualmente. As barras são estampadas uma a uma com o logo do camelo e as fornadas vão para uma sala de descanso, onde ficam por seis semanas para a temperatura baixar e a massa do sabonete secar.

“Quando o sabonete endurece, ele gera calor, então precisamos deixá-lo descansar até que ele endureça completamente e seque”, explicou.

O logo estampado nos sabonetes, segundo White, foi motivo de longos debates até chegarem ao desenho atual. “Amamos nosso logo, é um camelo com a lua ou o sol; sabemos que o camelo só tem uma corcova, mas por uma questão artística o nosso tem duas”, contou.

Então as barras são embaladas em um saquinho de juta ou tecido com a marca da empresa, que informa a coleção do sabonete e o aroma e pode ser reutilizada para guardar moedas e bijuterias, por exemplo.

Atualmente a empresa conta com a linha Heritage Collection, com quatro aromas que homenageiam os Emirados, Majlis, Sea, Oasis e Souq; a Oriental Collection com os aromas Oud e Aromatic Wood; a Castile Collection, com aromas mais clássicos como Lavanda e Gerânio, Laranja e Canela, Capim-limão, Alecrim e Hortelã, entre outros.

Também há um sabonete para peles delicadas e uma linha de cuidados faciais com fórmulas mais complexas, com até seis óleos. São três opções, entre elas o Charcoal Detox, feito com carvão ativado. A barra é preta e recomendada para peles oleosas e acneicas. “Dependendo do que colocamos no sabonete, ele fica com uma cor diferente, não adicionamos corantes, são as cores dos óleos essenciais, e no caso do sabonete sem perfume, temos a cor do leite de camela, bege”, contou.

Os sabonetes da The Camel Soap Factory pesam entre 95 e 140 gramas e custam entre 32 e 45 dirhams no site da companhia, cerca de R$ 40 a R$ 55 pela cotação atual.

“Nós manufaturamos cerca de quatro toneladas de sabonete por ano, sob demanda”, disse White. A fábrica tem capacidade para produzir 6.800 sabonetes por dia.

Os sabonetes da Expo 2020 terão suas estampas refeitas. Foto: Bruna Garcia/ANBA

Expo 2020

Para a Expo 2020, em Dubai, atualmente há cinco sabonetes sendo vendidos no site da empresa, com aromas feitos especialmente para os produtos licenciados para o evento que terá início em outubro. São eles: Leite e Mel, Tangerina e Pimenta, Mukhallat, Almíscar e Jasmim.

Mas segundo White, um dos aromas será excluído – ele não quis dizer qual – e até julho, uma segunda fase de produtos será lançada, com quatro novos sabonetes, um creme para as mãos, um creme corporal e quatro hidratantes labiais. “Nós procuramos por eles e eles nos procuraram, existe uma admiração mútua”, diz.

A estampa feita exclusivamente para a Expo será refeita. “Nós gostamos muito dessa estampa, mas por ser um produto feito manualmente, depois que o sabonete seca o recorte não atendeu nossos padrões de qualidade, estamos revendo e o pessoal da Expo concordou em mudar para algo mais centralizado”, disse White.

O gerente contou que a Expo procurou pela The Camel Soap Factory por eles serem uma empresa local e que tem produtos que traduzem um pouco da cultura e dos aromas dos Emirados. “Eles nos amam e nós amamos eles”, declarou.

Sadu

Uma nova linha de valor mais acessível foi lançada recentemente pela TCSF. Os sabonetes da Sadu são feitos na mesma fábrica e utilizam ingredientes da mesma qualidade dos demais produzidos pela empresa. A diferença é que seu acabamento não é manual. A massa do sabonete vai para uma máquina que corta barra e estampa o nome Sadu, e imediatamente o produto pode ser embalado em uma caixinha. A capacidade de produção é de 800 sabonetes por hora, e a linha já está sendo vendida nos supermercados Carrefour do emirado.

“Esta linha homenageia os bairros de Dubai, e vem em quatro aromas, Jumeirah, Downtown, Creek e Desert. Jumeirah é um dos bairros mais antigos de Dubai, quisemos dar esse aroma mais de casa, e o Desert é sem perfume, tem o cheiro do leite de camela, bem neutro”, contou White.

Os sabonetes Sadu pesam 130 gramas e custam 15,75 dirhams no site da empresa, cerca de R$ 20.

Desperdício zero

Por ser um processo artesanal, algumas barras do sabonete não atendem ao padrão de qualidade da empresa. Os que não saem perfeitos são vendidos a granel por um preço menor pelo site da companhia. São caixas reutilizadas de 1 kg, do tipo de sabonete à sua escolha, por 50 dirhams(R$ 61). “Às vezes a massa do sabonete gera calor e ele pode criar uma rachadura, e dependendo do óleo utilizado, pode ter mais rachaduras, como o óleo de canela, por exemplo”, contou White.

O gerente disse que geralmente uma fornada produz 300 sabonetes. “Com o passar dos anos, fomos aperfeiçoando as receitas para ter menos rachaduras e menos desperdício”, disse.

Mercados

Pensado para o mercado de presentes, os sabonetes já têm pedidos de estoque nos supermercados locais e são exportados para países como Suécia, França, Alemanha, Suíça, Tailândia, Japão e China, o foco das exportações neste momento.

Para o Brasil, White contou que já teve interessados, mas o fato de os sabonetes serem pesados é um fator impeditivo logisticamente. Ele espera que os brasileiros que venham a Dubai, conheçam e comprem para levar de presente. “Não vai quebrar nem vazar na sua mala, e quando você chegar em casa e abrir a mala, vai sentir o perfume das memórias de Dubai; é um pedaço do mundo árabe em um pacotinho”, concluiu.

Onde encontrar

É possível encontrar os sabonetes da TCSF no Duty Free de todos os terminais do Aeroporto Internacional de Dubai, no Aeroporto de Abu Dhabi e também no de Omã. Os maiores revendedores são o supermercado Carrefour, nos Emirados, Spinneys e Waitrose em Dubai, Abu Dhabi, Al Ain e outras cidades. Os produtos também são vendidos em todas as lojas de presentes Al Jaber Gallery – há muitas pelos shoppings da cidade – e em uma série de pontos turísticos, como o topo do Burj Khalifa, a loja de presentes do Atlantis Palm, a Grande Mesquita de Abu Dhabi, e em breve, na Dubai Frame. Também estão disponíveis nos souks do ouro e especiarias. É possível comprar online pelo site.

A companhia também faz sabonetes para eventos corporativos, com o logo de empresas, e para casamentos, chás de bebês e outras ocasiões especiais.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print
2742961

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Notícias relacionadas:

TV DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
×
×

Carrinho

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Cadastre-se e receba nossas notícias

Todos os dias no seu e-mail melhor conteúdo do agronegócio. 

Quais newsletter você gostaria de receber?
Notícias diárias (resumo do dia)Jornal de Leilões (semanal)