São José do Rio Preto recebeu a 1ª feira de touros do Pró-Genética em SP

Pelo menos quatro cidades, localizadas nas regiões de Presidente Prudente, Bragança Paulista e Vale do Paraíba, já estão no roteiro das próximas feiras

O parque de exposições Alberto Bertelli Lucato, em São José do Rio Preto (SP), recebeu a primeira feira de touros do Pró-Genética, em São Paulo, após a assinatura do convênio que oficializou o programa no estado.

Mais de 40 touros PO das raças Nelore, Guzerá, Brahman e Tabapuã participaram da comercialização, promovida em dois dias de negociações no último fim de semana (24 e 25/06).

Seguindo a proposta de democratizar o melhoramento das raças zebuínas, a promoção da feira foi bastante comemorada pelo presidente da ABCZ, Rivaldo Machado Borges Júnior, que destaca o empenho da atual gestão da entidade para conseguir a entrada oficial do programa em São Paulo.

“Nós temos lutado, há mais de oito anos, para trazer o Pró-Genética para São Paulo e agora conseguimos. Nesta região temos muitas pequenas e médias propriedades, que necessitam do melhoramento dos seus rebanhos, então vamos atender a demanda desses pecuaristas”, destaca ele.

O pecuarista Thales Carneiro, da cidade de José Bonifácio, no interior paulista, foi o primeiro a fechar negócio e garantiu um touro com genética comprovada pela ABCZ, para aumentar a produtividade do gado comercial que cria na fazenda.

“Eu estava mesmo precisando de um reprodutor para melhorar o meu rebanho e a feira traz essa oportunidade, de a gente negociar diretamente com o proprietário. Isso facilita muito para nós, pequenos produtores”, disse.

O evento representou um marco para ABCZ, que além da entrada do Pró-Genética no estado de São Paulo, conseguiu junto ao governo paulista a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), sobre a comercialização da genética zebuína.

SAIBA MAIS | DBO Entrevista | Gado PO volta a ser isento de ICMS no Estado de São Paulo; vídeo

“O primeiro passo foi conseguirmos isentar os tributos para entrada e a circulação da genética no estado. Então, saiu o decreto do governo estadual, resultado de um trabalho intenso, que envolveu a diretoria da ABCZ, a Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária de São Paulo e demais entidades do setor. A partir disso, foi possível fecharmos um acordo e trazer para cá a feira do Pró-Genética”, explica Francisco Maturro, secretário estadual de Agricultura e Pecuária de São Paulo.

A primeira feira do Pró-Genética em São Paulo recebeu o apoio de instituições financeiras. Equipes do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Sicoob contribuíram para as negociações, com linhas de crédito e planos de negócios voltados para os pecuaristas.

Vale destacar ainda que todos os animais ofertados na feira passaram por avaliação, com registro genealógico definitivo inspecionado pela ABCZ, testes andrológicos e exames negativos para brucelose e tuberculose.

“Os criadores paulistas podem se preparar porque essa foi só a primeira de muitas feiras do Pró-Genética que vêm por aí. Vamos vender touros PO e melhorar a pecuária do estado de São Paulo”, afirmou Lauro Fraga, gerente de melhoramento genético da ABCZ.

Fonte: Ascom ABCZ

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.