Sem resposta dos laticínios, produtores preparam paralisação

Aguardam apenas uma reunião das lideranças - que deve ocorrer nesta terça - para “soltar os bezerros”

Centenas de produtores de leite do Oeste de Mato Grosso que subscreveram um abaixo-assinado reivindicando o pagamento pelas indústrias de R$1,37 por litro discutem a paralisação das atividades depois que o silêncio dos laticínios foi a única resposta que obtiveram. Aguardam apenas uma reunião das lideranças – que deve ocorrer nesta terça – para “soltar os bezerros”. 

Os grupos de whatsapp em que estão organizados fervilham de ideias. Discutem desde jogar o leite na rodovia – proposta aparentemente descartada -, até fazer doações em bairros carentes, servir leite aos caminhoneiros às margens das estradas, fazer queijos – e também impedir a entrada dos caminhões de coleta nos laticínios. Isso porque há entre os produtores a desconfiança de que nem todos vão parar; temem que, com estoques confortáveis, devido ao baixo consumo, as indústrias privilegiem médios e grandes produtores e deixem à margem os de pequena produção, repetindo-se o que acontece no restante do país, em que todos os anos milhares de pequenos produtores abandonam a atividade. 

Continue a leitura após o anúncio
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO