Silagem de milho: bem-feita, cabe em qualquer propriedade leiteira

Com orientação adequada, produtor de Goiás obteve 54 toneladas de material picado por hectare

 

O produtor de leite Valdivino Rodrigues do Nascimento (o Vinão), da Fazenda Boa Esperança, município de Palmeiras de Goiás, GO, está comemorando o sucesso de produtividade e eficiência na confecção da silagem de milho em sua propriedade.

Em uma área de apenas 4 hectares, Vinão colheu nesta safra 2018/2019 216 toneladas do alimento, atingindo uma produtividade de 54 toneladas de matéria original por hectare. Como, no dia da colheita, a planta de milho apresentava 34% de matéria seca, pode-se dizer que alcançou uma produção de 18,36 toneladas de matéria seca por unidade de área.

Este número só foi possível graças a aplicação de tecnologia, com recomendações assertivas do técnico Athos Bonifácio, do Senar Mais, quanto à fertilidade do solo, coberturas necessárias para o desenvolvimento da planta, escolha do híbrido e tratos culturais adequados e com muita disciplina, além de colher a planta no ponto certo, conforme foto abaixo, onde se destaca a linha do leite.

Com essa produtividade, Vinão conseguirá tratar de 33 vacas (considerando já as perdas) no período seco do ano, demonstrando uma capacidade de suporte de mais de 8 cabeças adultas por hectare, observando o período analisado.

Outro fator importante para o resultado está relacionado ao custo de produção: a tonelada produzida teve um custo operacional efetivo de R$ 78,70, resultando em um valor de R$ 231 a tonelada da matéria seca. significando que a aplicação de tecnologia nem sempre eleva o custo de produção, pois uma ótima produtividade também foi atingida, demonstrando ao produtor o resultado de seu empenho mesmo ainda com uma baixa escala de produção.

Fotos: Athos Bonifácio, do Senar Mais

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

Fechar Menu
×

Carrinho